10 thoughts on “A nata da “Oropa”

  1. O município espanhol de Vilassar de Mar, província de Barcelona, ​​causou grande indignação entre sua população por organizar uma campanha com menores, na qual eles tiveram que imitar atos sexuais explícitos, informa o jornal La Vanguardia.

    O concurso decorreu no final de julho e foi organizado para pessoas entre os 12 e os 30 anos pelo Serviço da Juventude da Câmara Municipal. Os procedimentos incluíam colocar preservativos com a boca em um palito, lamber bananas cobertas com leite ou creme, fazer pênis ou vaginas de barro e reencenar as posturas do Kamasutra.

    1. Podem ter certeza que o autor dessa ideia estudou em alguma “grande universidade estadunidense”. O pior é que um concurso assim seria apoiado pelo Youtube e tratado como “family friendly”.

      Eles querem CORROMPER A JUVENTUDE e nem sequer disfarçam isso. Um concurso desse tipo jamais poderia ser patrocinado pelo poder público, nem que fosse para maiores de 60 (sessenta) anos.

      1. O Brasil encerrou todas as suas Politicas Públicas de Juventude. Embora fosse um programa que precisava de ajustes é obvio que essa iniciativa era importante para um país com “bônus demográfico”.

        O programa de capacitação profissional dos recrutas (conscritos) era genérico, não era adaptado para a realidade local. Será que não seria melhor enviar os jovens, depois do serviço militar, para os serviços de qualificação profissional já existentes na região? Os militares não são formadores de “mão de obra”, então seria melhor deixar isso com os profissionais ou pelo menos fazer essas adaptações (no programa de capacitação) ao cenário local sob supervisão profissional? Isso sem falar nos gastos com maquinas de costura e outros itens saindo do orçamento da defesa.

        Na minha região, por exemplo, as confecções só contratam mulheres fora da idade fértil por causa da lei (Art. 389 § 1º da CLT) que inclusive a turma do Bozo está tentando derrubar no congresso. Embora seja útil ensinar os recrutas a costurarem isso não vai garantir um emprego para eles.

        1. O Brasil encerrou todas as suas Politicas Públicas de Juventude e criou o Programa Criança Feliz para agradar a Dona Micheque que queria brincar de “rainha dos baixinhos”.

        2. Falando de “capacitação profissional” me sinto obrigado a criticar abertamente a FRIBOI (um dos maiores erros do PT), já que os caipiras foram cooptados pelos gringos que agora controlam a empresa.

          O “loobing” que eles fizeram depois do golpe de 2016 é algo que chama a atenção. Eles fizeram exatamente o que as “grandes empresas estadunidenses” fazem.

          Antigamente eles até tinham um programa de requalificação. Quando o sujeito perdia a força, ou adquiria uma LER, e ficava incapacitado para o trabalho pesado (partir a carcaça) ele passava para uma função mais leve (filetar). [Agora simplesmente dispensam os funcionários, usam e jogam fora].

          Tentaram até tirar o intervalo intrajornada de quem trabalha em ambientes artificialmente frios (frigorífico e câmara fria). [Questão de saúde do trabalhador].

          Parece que eu falo/escrevo muito, mas na verdade tem muita coisa que não posso falar publicamente e nem escrever aqui. Depois do golpe de 2016 e da reforma trabalhista de 2017 o desemprego só aumentou então ficou ainda mais fácil para as empresas aumentarem a rotatividade da mão de obra.

  2. Acabaram de prender o Cônsul da Alemanha, numa cobertura em Ipanema, por suspeita de assassinato. Ele está sendo acusado de ter matado o MARIDO (um belga).

    Pensava que todos os relacionamentos LGBT eram perfeitos, como a Globo Golpista adora dizer.

  3. Brasil ocupa 2° posição em ranking global de usuários de NFT. O país está atrás da Tailândia e à frente de Estados Unidos, China, Canadá e Alemanha.

    Minha avaliação sobre o NFT é que existem cinco grupos envolvidos [os criadores (sabem que é pirâmide), bandidos (querendo lavar dinheiro), idiotas (achando que encontraram uma formula mágica para ganhar dinheiro), investidores amadores (gostam de investir em “modinhas” e terminam “comprando na alta e vendendo na baixa”) e ricos (brincando com dinheiro). Em todos os países quatro (os criadores devem estar situados em algum paraíso fiscal europeu) desses grupos devem estar presentes, em proporções diferentes.

    No caso da Tailândia é obvio que trata-se principalmente de lavagem de dinheiro do “Triângulo Dourado”. No caso do Brasil realmente parece que são principalmente idiotas.

    Estados Unidos, China, Canadá e Alemanha claramente o principal grupo são os ricos.

    1. Podem me chamar de “chapéu alumínio”, mas na minha percepção, existem pessoas trabalhando nas sombras para que cada geração seja “pior que a anterior”. O objetivo deles é transformar o mundo numa IDIOCRACIA?

      Obviamente uma população com o Q.I. alto é uma coisa boa, mas a decadência do Ocidente está provocando um fenômeno estranho.

      Enquanto gente de Q.I. elevado (de famílias abastadas) terminam virando “incels” (passam o dia jogando videogame e acessando conteúdo adulto). Os jovens (de todas as classes) estão sendo erotizados, coisa que prejudica a educação (abandono escolar) e o desenvolvimento profissional.

      Um dos poucos programas interessante que o PT criou foi justamente um para tentar fazer os jovens que abandonaram a escola concluírem os estudos (no Brasil isso é sinônimo de concluir o ensino técnico).

      Aqui no meu estado houve um caso de um vagabundo que pegou o dinheiro da bolsa para comprar uma arma. Os apresentadores de programas policialescos usaram isso para atacar o programa. “A exceção confirma a regra”, mas para quem é de extrema direita ela na verdade invalida.

      Toda vez que a polícia prendia um traficante ela encontra um monte de cartões do “bolsa família”. [Não é o programa que não presta e sim algumas pessoas que não prestam].

      Esse programa do PT para o pessoal conseguir o diploma só tinha uma falha, a falta de encaminhamento para capacitação profissional. [Infelizmente os petistas não possuem capacidade de ouvir criticas].

      Autocrítica não é luxo e sim necessidade.

      1. Qual foi o erro da PresidentX Dilma em 2015? Não ter tido coragem de fazer UMA POLÍTICA ECONÔMICA ANTICÍCLICA para sair da crise. [Ela realmente não entende nada de economia].

        Os petistas deturparam o conceito de centralismo democrático, onde o partido, coletivamente, escolhe um caminho e segue (A Dilma “surtou” e inventou de dar uma “guinada para a direita” e ninguém disse nada). Dando certo ou errado o caminho escolhido eles necessariamente deveriam fazer a autocrítica no fim, ou mesmo durante, a execução.

        Deu certo? Daria para fazer melhor? Conseguimos aprender algo com isso?
        Deu errado? Onde erramos? Conseguimos aprender algo com isso?

        A Dilma e turma dela lembram demais a “alta cúpula da URSS” nos tempos do Camarada Lenin.

        Enquanto o Camarada Stalin ia para o mundo real resolver os problemas a “turminha do Trótski” apenas ficava no ar-condicionado (adaptei essa parte para a realidade brasileira) reclamando de que ele não fez “exatamente o que eles mandaram”. Como se muitas vezes um plano (mundo das ideias) não precisa-se sofrer adaptações ao ser executado (mundo real).

        O que mais tem no PT são engenheiros de obra pronta que não possuem sequer a disposição para ir na obra pois não querem sujar os pés.

  4. Uma coisa interessante que um português me disse é que não seria desperdício um dono de bar ter um diploma de filosofia pois isso melhora o nível do debate político na sociedade. [Apenas uma reflexão]

Deixe uma resposta