8 thoughts on “Rindo da nossa cara

  1. Vou contar uma “lenda urbana” que aconteceu em outro país…

    Não é a do pessoal fazendo bagunça no “Banco Central” de algum país africano… [Essa realmente é fake news]… Os diplomatas direitas (PSDB) adoram DENEGRIR a imagem dos países africanos…

    A lenda do “ministério do pó”… O filho de um ministro foi preso com uma tonelada de pó… Então começaram uma “operação abafa”.

    O delegado “segurou o B.O.”, demorou muito para fazer o procedimento… Enquanto isso o Ministério da Saúde soltou uma portaria que, por coincidência, não incluía certa substância na “lista das substâncias entorpecentes”.

    O delegado pediu para arquivar o inquérito, o juiz e o promotor concordaram e em menos de 12 (doze) horas o processo foi arquivado.

    No dia seguinte o Ministério da Saúde soltou uma portaria recolocando determinada substância na lista…

    Eu sou do povo, eu sou um Zé Ninguém… Aqui embaixo, as leis são diferentes…

  2. O sindicato da ABIN é realmente uma piada, não existe sindicato de espiões em nenhum lugar do planeta.

    Apenas em países onde existe “estado policial” o sujeito mostra a “carteirinha de espião” sem fazer cerimônia.

    A ABIN foi criada durante a ditadura, quando o Brasil realmente tinha uma estrutura de “estado policial”, mas deveria no mínimo ter se adequado a Constituição Federal de 1988. Não sou nenhum fã da CF de 1988, acho que o país precisa de outra, mas nesse momento são as regras do jogo.

    Sobre a ABIN…

    Pelo menos a função da ABIN é apenas interna, equivalente ao MI5.

    A ABIN não tem licença para matar, mas tem licença para mamar (MAMATA).

  3. Esse é um caso revoltante, mas infelizmente está “dentro do nosso dia a dia”.

    Os piores casos são os de maníacos que abusam e matam crianças e são soltos poucos anos depois para cometerem novos crimes. Basta pesquisar sobre “Adimar Jesus da Silva” para saber como a justiça brasileira funciona.

    Um país como o Brasil precisa de pena de morte, prisão perpetua e etc…

    Antigamente a lei não permitia a progressão de regime para crimes hediondos, mas o STF mudou a lei para soltar uma pessoa (prefiro não dizer o nome).

    Outro dia o STF mudou a lei para prender o Lula e mudou novamente para soltar o Lula.

    1. O planejamento sempre precisa ser 100% perfeito. Uma coisa é flexibilidade na execução e outra é “simplesmente baixar o nível”.

      O problema de “baixar o nível” é terminar se acostumado com porcaria (impunidade, corrupção e etc…) e ir baixando o nível ainda mais, gradualmente.

      Uma coisa interessante que eu aprendi assistindo um programa sobre os “loucos acumuladores” foi exatamente isso.

      1. Vou falar sobre segurança pública.

        Os livros sobre segurança pública (eu já considero uma terminologia errada, já que o correto seria criminologia/vitimologia) geralmente trazem DIVERSAS medidas para combater a criminalidade.

        Esse é um dos melhores exemplo do que é “baixar o nível”, eles sabem o que tem que fazer, mas não fazem.

        Por qual razão os políticos (direita liberal e esquerda caviar) só falam na ILUMINAÇÃO? Basicamente é a única medida que não “incomoda ninguém”, nem os criminosos.

  4. A questão da segurança pública só vai piorar.

    A extrema direita adora falar nisso, mas são apenas bravatas. A turma do Bozo não fez nada em matéria de segurança pública.

    As elites brasileiras (PT, PSDB e Globo Golpista) já foram cooptadas pelo identitarismo, politicamente correto e etc…

    Defender bandidos é politicamente correto… Muitos defendem bandidos por simples idiotice, são gente sem cérebro que simplesmente repete o que os gringos dizem (complexo de vira-latas)… Alguns defendem bandidos pois são bandidos, estão advogando em causa própria…

    Quem são os “especialistas” que elaboram os programas de governo do PT e PSDB? Membros de ONGs.

    Quem são os “especialistas” em segurança pública que a Globo Golpista entrevista? Membros de ONGs.

    Infelizmente essa é a nossa realidade…

  5. Sobre segurança pública…

    Existem juízes, desembargadores e até ministros que são bandidos (vendem liminares, habeas corpus e etc… para comprar suas mansões em Miami).
    Existe juízes, desembargadores e até ministros que são burros (doutrinados pelos identitários) e acham que “tem que soltar ladrão de celular”.

    Soltar um sujeito que é réu primário, tudo bem, mas a partir do segundo celular o sujeito tem que ir para a delegacia, pelo menos até o julgamento, no terceiro em diante tem que ir para o presidio e etc… [Nessa brincadeira de “soltar todo mundo” é que terminam acontecendo tragédias como a desse texto].

    Ninguém tem coragem de dizer, mas a maioria desses “ladrões de celular” fazem isso para comprar drogas (legais e ilegais).

    Existe juízes, desembargadores e até ministros que são honestos, mas estão sendo esmagados pelo sistema (não tem vagas no presídio então o Tribunal manda uma circular avisando para “pegarem leve” nas sentenças).

    Eu acredito em engenharia social, o Brasil tem 900.000 presos e não está resolvendo? Eu acredito que se tiver que prender 2 milhões de VAGABUNDOS para que 200 milhões de cidadãos tenham paz está valendo.

    Essas penas alternativas são uma coisa interessante, mas foram desvirtuadas, terminou virando bagunça.

Deixe uma resposta