4 thoughts on “Geopolítica na veia

  1. Ratanabá – Uma no cravo, outra na ferradura…

    Ratanabá é uma fanfic (baseada em teorias da conspiração de direita, importadas dos gringos, por isso a turma do chapéu alumínio do Bozo acreditou imediatamente).

    A turma que inventou esse papo de Ratanabá é a mesma turma que inventou o ET Bilú. Essa turma do ET Bilú eu realmente não gosto pois eles fingem que são cientistas, mas quando a gente aperta, eles dizem que são uma religião (seita).

    Realmente não quero desrespeitar nenhuma religião, mas adoraria agir como cientista e agarrar o ET Bilú no meio do mato, coisa que nenhum repórter brasileiro teve coragem de fazer.

    Na verdade, o meu plano é deitar o ET Bilú na porrada. Caso ele seja de outra dimensão mesmo ele vai agir como um fantasma e eu não vou acertar nada.

    Uma das formas mais fáceis de manipulação das massas é exatamente essa, pegam aquela conversa de sempre e mudam pequenas coisas. Aproveitam a “teoria da terra plana” e inventaram a “teoria da terra convexa”.

    Uma no cravo, outra na ferradura… Modificaram uma notícia verdadeira para criar uma Fake News. Aproveitaram a descoberta de uma cidade verdadeira na Bolívia para inventar Ratanabá no Brasil.

    Pode ter alguma cidade oculta na Amazônia? Claro.

    A terra é redonda, mas os maçons da Nasa escondem muita coisa.

    1. Sobre a descoberta na Bolívia

      No fim de maio, um estudo publicado na revista científica Nature expôs a existência de dois grandes sítios arqueológicos, de 147 e 315 hectares (um campo de futebol tem cerca de 1 hectare), em uma região conhecida como Llanos de Mojos, na porção sudoeste da Amazônia boliviana.

      As construções pertenciam à cultura Casarabe, uma civilização que teria vivido entre os anos 500 e 1400 d.C. — ou seja, antes da chegada dos espanhóis ao continente.

    2. O projeto portal é uma seita (Ufolatria) e não um grupo de pesquisadores (Ufologia).

      Eles usam um monte de termos técnicos (científicos e religiosos) para enganar os leigos. Infelizmente comigo isso não funciona.

      Eles até inventaram recentemente o termo Ufosofia… Acho que o ET Bilú de Blavatsky fundou uma Tariqa…

  2. Sobre a ilha das cobras.

    Do ponto de vista estratégico, pelo ponto de vista da Ucrânia, seria um dos últimos ou até mesmo o último ponto do território para tentar recuperar.

    A única explicação mesmo, para insistirem tanto nisso, é que trata-se de uma simples operação de propaganda dos nazistas-sionistas (nazi-sionistas) ucranianos.

    O Zelensky sofre do complexo do pombo enxadrista. Resumindo “é como jogar xadrez com um pombo”. A imprensa sionista está jogando o “xadrez 4D”.

Deixe uma resposta