7 thoughts on “Ucrânia, a verdade

  1. Uma coisa da esquerda brasileira: ela recebe financiamento de organizações como Open Society e outras. Essas organizações estavam exaltando os nazistas da Ucrania.
    Fora esquerdistas levantando bandeirinha da Ucrânia
    Quer dizer que nazistas agora pode? Batalhão Azov é bom?

  2. O fato, é que o Ocidente não precisa de “provas” numa guerra que, desde o início, foi orientada para o enquadramento da tela de TV. 

    Também é fato que, depois de mais de 40 dias de guerra, a mídia ocidental está frustrada e progressivamente perdendo o élan propagandístico – principalmente com a proximidade do pagamento do custo de todo esse entretenimento: crise energética, inflação etc.

    No início era esperada uma verdadeira blitzkrieg russa, com uma invasão avassaladora e cruel da segunda potência militar do planeta, na Ucrânia. Repórteres foram posicionados na região do entorno de Kiev à espera disso. A mídia Ocidental esperava que o próprio exército de Putin forneceria a matéria-prima da propaganda: milhares de civis mortos, mulheres e crianças fugindo apenas com a roupa do corpo, algo parecido com o holocausto do Vietnã dos anos 1970 em chamas e napalm.

    Mas a Rússia frustrou OTAN, UE e EUA com uma guerra longa, desgastante, gerando um número crescente de refugiados para, propositalmente, fazer o Ocidente também arcar com os custos socioeconômicos da guerra. 

    Com a Rússia negando-se a fornecer, in loco, as vítimas para a necrofilia televisiva, então o expertise dramatúrgico de Zelensky foi convocado – por meios de toques de recolher, repórteres foram afastados das linhas de frente para que a produção midiática ucraniana pudesse montar verdadeiros parques temáticos de flagelos humanitários.

    Uma guerra produtora não de fake news, mas de não-acontecimentos: as fake news ainda pressupõem a existência de uma informação verdadeira. Mas os não-acontecimentos são piores: a própria informação se confunde com uma fonte produtora de acontecimentos que ainda se transformarão em informação. Ou melhor dizendo, propaganda. 

    Trinta e três anos depois, o Ocidente repete o não-acontecimento dos ossários de Timisoara, talvez a mãe de todos os não-acontecimento que viriam: Guerra do Golfo, o tentado ao WTC, as false flags do terrorismo na Europa e, agora, o “massacre de Bucha”.

  3. O palhaço ucraniano é um bandido igual ao Tucano Moro, um bandido que não tem caráter e nem compromisso com o país, só quer roubar o que puder e fugir para Miami.

    O Tucano Moro destruiu a nossa economia para “acabar com a corrupção”. Ele cometeu os crimes que acusou o Lula ganhando dinheiro sujo com “palestras e consultorias”. [Acuse-os do que você faz, chame-os do que você é… Olavo de Carvalho].

    Os nazistas ucranianos já falam abertamente em massacrar os todos os ucranianos “pro russos” e jogar a culpa na Rússia. O Zelensky deve ter dinheiro escondido em paraísos fiscais como “Delaware & Massachusetts”.

    “Caixão não tem gaveta”.

  4. A Rússia fez muito bem em neutralizar aqueles laboratórios, eles não podiam ignorar a ameaça de bioterrorismo do gringos na Ucrânia. Lembrando que o primeiro país contra o qual os gringos usaram o bioterrorismo foi justamente o Brasil. [Posso até estar enganado].

    Durante a guerra civil estadunidense as plantações de algodão no Brasil tornaram-se muito mais competitivas, e continuaram assim mesmo depois do final da guerra. O que os gringos fizeram? Jogaram “carunchos de algodão” nas plantações brasileiras. O setor ficou enfraquecido e foi destruído quase completamente pela seca de 1876(7)-1879.

    A direita por causa do complexo de vira-latas acha que os gringos são anjinhos, eles tem uma visão muito idealizada. Os gringos (brancos anglo-saxões) são realmente muito ruins.

  5. Estou totalmente de acordo, e mais acho que somente uma pessoa com a perspectiva de uma ameba para achar que o Putin con a inteligencia e sua alta capacidade em ações bélicas iria se meter nesse conflito que lhe está causando certos transtornos, sem um motivo muito forte, oque passa é que nem 5% da informação real chega ao conhecimento de nós simples mortais.

  6. Toda guerra é triste, embora muitos dos protagonistas se destaquem tanto pela covardia como pela coragem e heroísmo. A Rússia tem a necessidade de ter controle sobre esta região, local de saída pelo mar “quente” para o mediterrâneo para frota naval daquela região, assim como saída de produtos do kazaquistao -Irã, via canais até o mar negro( Existe projeto para ampliar e construir novos canais) e ligação cinturão com a China e Índia. Assin, o território do Rio Dnipper até o Dom e Volga é de vital importância como área de amortecimento em batalhas ( Todo invasor ocidental, hitler e Napoleão, lançaram ataques e penetraram através da Ucrânia em direção à Rússia por esta região) Agora a OTAN, projeto Anglo-americano no seu desespero de manter a Europa sob seu controle; ocupada militarmente e economicamente, principalmente a Alemanha, que não pode ter contato com à Rússia, a capacidade industrial alemã , com os recursos naturais russos , destruiriam o império Anglo-saxão , -fantasma de Catarina a grande, alemã que governou à Rússia e ampliou seu império.

  7. O Zelensky foi eleito com o discurso de “lutar contra a corrupção”, mas ele é corrupto. Ele já tinha sido exposto nos “Pandora Papers”.

    Quem financiou a eleição do Palhaço Zelensky foi um tal de “Igor Kolomoisky”, esse sujeito era dono da “Globo Ucraniana”.

    Esse “Igor Kolomoisky” também financiou diversas milicias nazistas (Batalhão Azov, Aidar e etc…). A parte interessante é que segundo a imprensa sionista os nazistas ucranianos não são nazistas, são a famosa “direita kosher”. A direita kosher são os nazistas com o sinal trocado, dizem que eles até aceitavam judeus ortodoxos nas milicias neonazistas. Eles não aceitavam mulçumanos pois tinham medo dos chechenos.

    Os sionistas ucranianos se declaram como Batalhão “Zhido-Banderista”. Eles idolatram um tal de Stepan Bandera…

    Daqui a pouco os sionistas vão chorar quando descobrirem que as milicias nazistas foram varridas do mapa. Eles não podem reclamar de nada. “Quem se mistura com porcos farelo come”.

Deixe uma resposta