O que falta

Não, minha camarada, você não é “intersexo”. Você é apenas uma pessoa portadora de distúrbios mentais e que lamentavelmente a nossa sociedade tem tratado essas pessoas como se fossem pessoas normais. Essa é, sem dúvida alguma, a maior cagada dessa geração perdida.

Num futuro muito breve, quem sabe, poderemos justificar e conviver tranquilamente com sociopatas e serial killers?
Não é difícil, é apenas mudarmos o padrão conceitual da sociedade, do que é legal, social, ético e moralmente aceito. Basta, como falei, mudar os parâmetros.

Será simplesmente acharmos normal que alguém em algum momento com uso de algum ardil ou subterfúgio atraia uma pessoa para uma armadilha e depois pratique uma barbaridade e que não raro culmine assassinato até com requintes de crueldade.

Hoje isso é tipificado como crime, mas o que são as leis se não um regulamento escrito pelos homens e aceitos pela sociedade? Basta apenas retirarmos a criminalização do ato em si, banalizarmos sua conduta na sociedade, transformarmos isso em algo socialmente aceito e voilà, está feito milagre.

Não perca o meu programa, esperem novas dicas para o perfeito funcionamento de uma nova sociedade

Deixe uma resposta