Viva o passaporte sanitário

Abaixo vai uma relação de quanto você gastaria para fazer um happy hour para dois casais, usando produtos de primeira dentro de sua casa, higiene controlada e segurança total, sem pagar estacionamento, sem passar por lei seca e sem encarar flanelinhas ou os riscos do trânsito e da insegurança pública. Afinal, o Estado não te garante o direito de ir e vir em paz e sossego, com música boa escolhida por você:

1 Kg de Picanha R$60,00
1/2 kg linguiça R$20,00
20 l. de Heineken R$100,00
300 g arroz R$2,00
Azeite 100 ml R$4,00
2 kg batatas pré. R$10,00
300g farinha. R$2,00
1 litro de óleo R$8,00
Temperos. R$5,00
Legumes R$5,00
Música. Grátis
_

Total: R$216,00

Agora abaixo, eu vou te dar o mesmo custo que você teria indo em um estabelecimento comercial que você não tem acesso às condições de armazenamento higiene ou prazo de validade dos produtos usados, aonde só a batata frita provavelmente foi feita tem algum óleo do motor do Titanic e uma cosplay da Mari Gadu enchendo seu saco com música chata e, para piorar desafinada:

20 heinekens. R$240,00
Picanha p/4. R$160,00
Linguiça aperivo R$60,00
Batata frita. R$40,00
Couvert art (4). R$60,00
————
Sub-total: R$560,00
10 %. R$56,00

Total: R$616,00

Portanto, meu caro amigo, vamos seguir o conselho das autoridades sanitárias, do prefeito que não paga suas contas do ministro do STF que enche o rabo de dinheiro público num cargo indicado por políticos:

Fique em casa, economize dinheiro, cuide de sua saúde, controle sua alimentação com produtos de qualidade, pois se os donos dos estabelecimentos estão aceitando tudo isso numa boa; não é você que paga a conta que tem que se rebelar.

Viva o passaporte sanitário! Só ele vai conseguir unir o povo ferrado ao empresário que achava ontem que era rico, que hoje está em situação difícil e que será, sem dúvida alguma, mais um miserável amanhã.

Políticos e magistrados continuarão numa boa, dentro de suas confortáveis bolhas e sua suntuosas vidas, nas suas zonas de conforto e de lá decidindo o que você vai fazer da sua vida, enquanto a deles está garantida ad eternum.

Ou até o povo acordar….

1 comentário em “Viva o passaporte sanitário

  1. “https://drive.google.com/drive/folders/1SoxLgXeWnOxbsUkauskdeX4_VsQd9TRv –
    REFLEXÃO SOBRE A “PANDEMIA” OU “FRAUDEMIA” ou questionamentos e respectivas respostas de quem nos governa.

    PERGUNTAs:
    Se me vacinar posso deixar de usasr máscaras? Talvez, mas provalmente NÃO.
    Se for vacinado, não serei contagioso para os outros, certo? NÃO! A vacina nao impede a transmissão.
    Se for vacinado, quanto tempo durará a vacina? Ninguém sabe. Por que? Porque ainde se encontram nas suas fases experimentais.
    Se for vacinado, posso parar o distanciamento social? NÃO.
    Então qual é a vantagem de ser vacinado? Na esperança de que o vírus nao te mate.
    Tem certeza de que a vacina não vai ter efeitos colaterais ou matar? Sem garantias.
    Se, estatisticamente o vírus tem uma taxa de sobrevivência de 99, 97%, por que devo ser vacinado? Para proteger os outros.
    Então se eu for vacinado, posso proteger todos a minha volta? NÃO!
    Se eu experimentar efeitos adversos da vacina, tenho direito a ser compensado pelo fabricante ou pelo governo? NÃO!
    Como pode ser visto, os fabricantes de vacina e o governo têm 100 % de responsabilidade ZERO.
    Por que? Porque segundo o CDC, trata-se de um medicamento experimental.

    Então, vamos tirar um momento para resumir, certo?
    A ) A VACINA COVID-19 NÃO TE CONFERE IMUNIDADE,
    B) NÃO ELIMINA O VÍRUS,
    C) NÃO IMPEDE A MORTE,
    D) NÃO TE GARANTE QUE NAO O VAIS APANHAR,
    E) NÃO TE IMPEDE DE O PASSARES PARA OS OUTROS,
    F) NÃO ELIMINA AS MÁSCARAS OU DISTANCIAMENTO SOCIAL,
    G )NÃO ELIMINA OS CONFINAMENTOS,
    H) SE TIVERES EFEITOS ADVERSOS, AZAR O SEU.

    Então, alguém neste mundo é simplesmente estúpido? Provavelmente, NÃO!.
    A menos, é claro, que sejas uma classe de pessoas a conduzir o carro por aí sozinho com uma máscara posta, então, sim, você merece um prêmio de algum tipo. Ou se acrreditas realmente, que se estiveres de pé num restaurante, podes pegar COVID, mas se estiveres sentado, já não pegas.

    Receio que se acreditas nisso, andas imbecilmente a vaguear na floresta da estupidez.
    E tudo isto levanta agora a questão:
    Por que é que os poderes em exercício insistem em absolutamente que deves ser “vacinado” com esta sua droga experimental???”

    fiz apenas aalgumas adaptaçoes.

Deixe uma resposta