Desdolarização: Status global do dólar encolhe à medida que os países procuram negociar em moedas alternativas

Por Jonny Tickle.

O papel do dólar tanto no mercado russo quanto no mercado global ainda é substancial, mas o interesse nele diminuirá gradualmente em favor de outras moedas, em particular o euro, conforme previsto na sexta-feira pela governadora do Banco da Rússia.

Falando ao diário empresarial RBK, Elvira Nabiullina observou que os negócios internacionais estão mudando gradualmente para outras moedas, enquanto a Rússia mudou a estrutura de seu Fundo Nacional de Riqueza diminuindo o peso do dólar, “levando em conta não apenas considerações econômicas, financeiras, mas também geopolíticas, incluindo riscos de sanções”.

No início deste ano, o Ministério da Fazenda russo anunciou que havia vendido todos os dólares do fundo, aumentando a participação do euro e do yuan chinês para 9,7% e 30,4%, respectivamente. A libra esterlina está agora em 5%, enquanto o iene japonês está em 4,7%.

“Reduzimos os dólares não apenas em nosso Fundo Nacional de Riqueza, mas também em nossas reservas de divisas”, disse ela ao jornal.

Na sua opinião, os mercados cambiais do mundo afastar-se-ão lentamente do dólar e os países começarão a favorecer o uso de suas próprias moedas nacionais e do euro para o comércio internacional.

No entanto, ela não acha que isso acontecerá tão cedo.

“Estas coisas não acontecem de forma abrupta. Elas levam anos”, explicou ela, observando que a moeda de reserva anterior do mundo, a libra esterlina, desapareceu durante muitos anos.

Em julho, o embaixador chinês na Rússia disse à agência de notícias Interfax que Moscou e Pequim intensificariam os esforços para se afastar do dólar americano no comércio bilateral, observando que a participação do yuan havia aumentado de 3,1% em 2014 para 17,5% em 2020.

No ano passado, pela primeira vez, a participação do dólar no comércio entre a China e a Rússia caiu abaixo de 50%. Apenas quatro anos antes disso, em 2016, o dólar respondia por mais de 90% de seus acordos monetários.

Publicado em Russia Times em 17.09.2021.

Tradução JORNAL PURO SANGUE.

Deixe uma resposta