Guillermo Moreno lança seu próprio partido político, “Princípios e Valores”, neste dia 17 de outubro

No dia 17 de outubro, o economista e líder político Guillermo Moreno lança seu próprio partido, denominado “Princípios e Valores”. Será uma ferramenta eleitoral que estreará nas eleições legislativas de 2021.

Em nota, a partir do novo espaço, explicam a escolha do dia: “Em uma data significativa e de grande valor simbólico para o peronismo” e convocam todos aqueles que apoiam o líder.

A apresentação será transmitida ao vivo pela Internet: “Guillermo Moreno falará em plenário com um grupo de colegas e o emblema gráfico do novíssimo ‘Partido de Princípios e Valores’ será formalmente apresentado, denominação que integrará a frente eleitoral que apresentará suas listas nas próximas eleições legislativas de 2021”.

No que se refere à identidade do espaço, esclarece-se: “A escolha do nome do grupo buscou definir com precisão conceitual as características distintivas do espaço, profundamente amparado na tradição doutrinária, diferenciando-se da corrente social-democrata, hoje reinante”.

Em uma entrevista recente, Moreno perguntou se “o peronismo autêntico morreu em 1º de julho de 1974”, ele respondeu: “Se o peronismo estivesse morto, não estaríamos fazendo esta conversa. Um pensador e filósofo russo, Aleksander Dugin, após estudar o peronismo mudou alguns de seus discursos dizendo: “Estou surpreso com o peronismo que seu líder morreu há décadas e ainda existe, como resultado da doutrina que os articula. Então o peronismo não é Perón, o peronismo é a doutrina e hoje poderíamos chamar a doutrina de nacionalista da inclusão e não nacionalista da exclusão, portanto, pouco temos a ver com as experiências nacionalistas europeias. Por isso, quando Alberto Fernández diz que tem uma cabeça europeia de forma virtuosa, digo que esse menino está assistindo outro canal, ele se engana ”.

O evento será transmitido no dia 17 de outubro às 17h30 ao vivo na web www.pyv.com.ar e nos espaços nas redes sociais dos diversos grupos que compõem o espaço, entre eles, La Brigadier General, La Tercera, Generacion Intermediaria e Comunidade Organizada UB.

Guillermo Moreno foi ministro do Comércio Interno na Argentina durante os governos de Nestor e Cristina Kirchner. Coloca-se politicamente como um peronista raiz e vem se afastando da posição oficial de Cristina e seu partido Frente para Todos desde a campanha que elegeu Alberto Fernandez para a presidência do país em 2019.

A data 17 de outubro é simbólica para os peronistas pois foi neste dia do ano, em 1945, que uma multidão tomou as ruas de Buenos Aires para demandar a libertação de Juan Domingo Perón da prisão, em que se encontrava desde alguns dias, depois de pedir demissão do posto de ministro do Trabalho e Previdência do governo militar que assumiu o poder em 1943. O evento abriu espaço para a eleição de Perón como presidente, em fevereiro de 1946.

Com informações do site Kontra Info

Deixe uma resposta